segunda-feira, 24 de março de 2014

Resenha: Pandemônio - Lauren Oliver

“Acharam que amar era algo sublime. Mas isso foi antes de encontrarem a cura”
Pandemônio é o segundo volume da trilogia Delírio. E neste livro os capítulos são divididos entre o Agora e o Depois.
Lauren Oliver escreve muitíssimo bem e a narrativa é gostosa de ler, embora em algumas passagens achei que a autora se perde um pouco ao descrever em demasia alguns detalhes que não achei tão importante assim. A leitura é fácil e rápida, mas como em Delírio achei os dois volumes um tanto cansativos no começo e só depois engatei a marcha na leitura!
Em contrapartida, se Lauren Oliver detalha bastante no decorrer dos capítulos, ela sabe fechar uma história com maestria o que nos faz roer as unhas de tanta curiosidade para saber o que ocorre no próximo volume. Com certeza a autora nos surpreende e os finais tanto em Delírio como em Pandemônio nos deixam com aquele gostinho de quero mais!
Não sei porque não resisti e acabei lendo as últimas páginas de Delírio em que contavaum pouco sobre Pandemônio, o que só aguçou a minha curiosidade ainda mais. E, detalhe eu ainda não estava com o segundo volume em mãos!
Bom para quem não leu Delírio eu recomendo a leitura e alerto que apartir daqui pode conter spoilers sobre o primeiro volume. Se você ainda não leu a resenha anterior, confira aqui

Em Pandemônio há vários flashbacks sobre o momento atual da Lena e o que viria depois. Há narrações sobre o que aconteceu com ela logo após escapar e se refugiar na floresta junto com os inválidos e também acompanhamos seus sonhos e devaneios sobre Alex. Em Delírio nos acompanhamos a fuga do casal e que acabou não tendo aquele final feliz que esperávamos. O óbvio deu lugar as surpresas e questões que buscamos avidamente em Pandemônio.
Na floresta Lena se recupera e junto com os inválido busca e luta pela sua sobrevivência. Nas passagens de Depois temo suma Lena inserida novamente no sistema de vida “normal” e sem amor, estudando no colégio Quincy Edwards. Além da mudança de colégio, Lena agora é membro da ASD (América sem Delíria) uma organização que pretende extinguir o Delíria (vírus do amor) por toda a América e por que não, fora dela também. O sr Thomas Fineman é o organizador e responsável pela criação do ASD. E nas reuniões do grupo Lena conhece Julian, filho de Thomas e que é o símbolo vivo da luta contra o Delíria. Julian é aparentemente um garoto normal, sé é que se pode usar essa palavra no mundo dos “curados”. Um garoto com uma saúde frágil e que luta para ser curado, embora ainda não tenha a idade suficiente o que o levaria a morte. No entanto toda essa luta que e garra que ele demonstra em seus discursos o fazem ser o mártir de toda a organização.
Muitos personagens entram em cena neste segundo volume, como a guerreira Graúna, uma inválida e também uma adolescente refugiada na floresta que não é de muitas apalavras mas é a responsável pelo grupo e é quem acolhe Lena em seu momento difícil pós fuga.
Há todo um plano para que os inválidos possam não somente sobreviver mas acabar com ASD e ter de volta o seu lugar no mundo. Nos flashbacks de Agora e Depois acompanhamos toda uma luta de Graúna os demais inválidos e Lena. Caminhamos pela floresta, partilhamos de suas dificuldades e choramos pelas suas perdas e no meio do plano de Graúna muitas surpresas acontecem e envolvem Lena e Julian. Dois adolescentes de mundo e pensamentos tão diferentes que encontram compaixão e partilham um a história do outro na busca pela salvação.
Pandemônio nos faz refletir, redescobrir o amor e lhe dar a devida importância. As vezes achamos mesmo que viver sem amor poderia tornar nossa vida um tanto menos complicada ou com menos dor, afinal amar e lidar com o outro é tão complicado. Que relação que não há algum conflito? No entanto a falta do amor nos paralisa, nos mortifica, nos torna zumbis sem vida, sem cor. Com a leitura pude refletir que há beleza na dor.



Pandemônio - Ficha Técnica

Autor: Lauren Oliver
Editora: INTRINSECA
Tradução: WINARSKI, REGIANE
Páginas: 304
Categoria: Infanto Juvenil


Resumo:
  Duas realidades, duas Lenas, diferentes ameaças. Antes e agora. Dividida entre o passado - Alex, a luta pela sobrevivência na Selva - e o presente, no qual crescem as sementes de uma violenta revolução, Lena terá que lutar contra um sistema cada vez mais repressor, sem, porém, se transformar em um zumbi; modo como os Inválidos se referem aos curados. Não importa o quanto o governo tema as emoções; pouco a pouco a sociedade se incendeia pelas faíscas da revolta, vindas de todos os lugares... inclusive de dentro.

2 comentários:

  1. Nunca me interessei por essa série, mas acho as capas bonitas (e essa ainda é roxa, minha cor preferida hahahah)
    Indiquei o blog para uma TAG, confiram o post: http://sobrelivroseletras.blogspot.com.br/2014/03/tag-series.html

    (:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline, sem dúvida a capa é linda! Obrigada pela TAG, adoro quando sou indicada acho muito legal responder.
      Em breve posto aqui!

      beijoo

      Excluir

Obrigada por participar com sua opinião. Seu comentário será aprovado em breve!

Respondemos todos os recadinhos!